Apostolado


APOSTOLADO


Precisávamos de alguém que “interpretasse” a palavra de Deus para nós.  
Esse alguém foi ( principalmente ) Paulo, por revelação. ( Gál.1:11 - 2:2 ) 

Suas cartas foram escritas “para a Igreja”, na qual somos nós ( os eleitos, os escolhidos ) 
Devemos “receber” seus ensinos e viver de acordo como a “Igreja de Deus”, e não como “um povo” que seguia Jesus (a multidão).

 

A) A IGREJA: Eleita, chamada, predestinada, escolhida... 

B)UM POVO: Pessoas que ( até ) ouviam a Jesus e o seguiam (de longe...)

Devemos ler mais “as cartas apostólicas” ( assumindo posição de Igreja ) do que os “chamados” evangelhos ( onde nos mostra “uma multidão” ( quaisquer ) que ( até ) ouvia  Jesus e ( até ) o seguia...  -  Jo.6:66

 

REVELAÇÃO :    “Os evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João) estão “cru”, as cartas apostólicas “já estão cozidas...” (interpretadas...)

 

“Declaro que mais uma vez, nesse Seminário Profético e Apostólico, o Espírito Santo lhe ensinará a comparar “coisas espirituais” com as espirituais...”

 “Nunca diga com certeza o que “você não entendeu” com clareza...
isso  seria  insensatez...”

...apóstolo,profeta,evangelista,pastor e doutor;

Marcos Gomes.

 

“A P O S T O L A D O”

(PARTE 1)

 

Apostolado é um ofício que só o apóstolo pode cumprir, pois é o ministério do apóstolo.

Estarei passando “algumas” revelações em linha com a palavra de Deus, para que todos compreendam o ofício apostólico.

“Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres e Maria, mãe de Jesus, e com seus irmãos. Naqueles dias, levantando - se Pedro no meio dos discípulos (ora, a multidão reunida era quase cento e vinte pessoas)...”    (Atos 1:14,15)

“Todos foram cheios do Espírito Santo...”    (Atos 2:4)  Todos quem ? 


Todos os “cento e vinte” que estavam perseverando unanimemente em oração e súplicas...   
( Atos 1:14 )

 Ali estava “o começo” da Igreja, certo é que, a “primeira igreja” (a igreja primitiva) era uma “igreja cristã judaica”, mas já era um começo...

Ali estava “um começo” de pessoas que precisavam de um apostolado, pois neste tempo Paulo “ainda” não era apóstolo .  Jesus tinha subido ao céu :

“Depois que lhes disse isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos...”  E estando eles com os olhos fitos no céu enquanto ele subia, de repente junto deles se puseram dois homens vestidos de branco, os quais lhe disseram : Varões galileus , por que estais olhando para o céu ? Esse Jesus , que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir, assim como o vistes ir...” ( Atos 1: 9 a 11 ) 

Jesus subiu ao céu e “os crentes” (o povo de Deus) ficaram na terra. Precisavam de “um apóstolo” ! Precisavam de “alguém” que interpretasse a palavra de Deus para eles !
Vocês como “povo de Deus” (a Igreja) precisavam de um apóstolo ! 
E por conseqüência ficar debaixo de um apostolado !

* OBS : (O sistema teológico tradicional por não estar debaixo de um apostolado sofre, enfermo e doente a falta de revelação e entendimento da graça de Deus...)

“A uns pôs Deus na Igreja primeiramente apóstolos...”  (I Cor. 12:28) 

O apóstolo é aquele que “representa” Jesus ! O apóstolo não é Jesus ! Apenas  O  representa.

PALAVRA DE APÓSTOLO : “De sorte que sou embaixador da parte de Cristo...”  (II Cor. 5: 20)

O apóstolo é um “representante do reino de Deus !” Hoje, eu represento Jesus diante da Igreja.  “...como se Deus por mim falasse...”   (II Cor. 5:20 b)

O apostolado é o “ministério do apóstolo”. E alguém diria :

Mas o que o apóstolo faz ?     “Traz a interpretação da palavra de Deus para a Igreja, que está em Cristo”. O apóstolo olha para “o sacrifício” de Jesus na cruz por nós  e interpreta aquela atitude.

“Segundo a graça de Deus que me foi dada, “pus eu” (apóstolo de fundação), como sábio construtor, 
o fundamento, e “outro” (apóstolo de edificação) edifica sobre ele...”   (I Cor.3:10)

Paulo “pôs o fundamento” (interpretou o sacrifício de Cristo por nós), e “outro” edifica sobre ele (outro “ensina” o que Paulo interpretou...)

Jesus (nos dias da sua carne) falava por parábolas, Jesus falava através de “sombras e simbologias”, mas Paulo já falava  através de “imagem exata”, a realidade das coisas, que está em Cristo.

Jesus, é o nosso Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão !  (Heb.3:1)

Apóstolo, quer dizer “um enviado” de Deus por nós. Sumo Sacerdote é aquele que “nos representa” diante de Deus :

JESUS  O  APÓSTOLO : “Ele foi entregue (enviado) “por nossos” pecados, e ressuscitou 
“para a nossa” justificação...”    (Rom.4:25)

JESUS  O  SUMO  SACERDOTE :    “...nos reconciliou no corpo da sua carne, pela morte, 
para perante ele nos apresentar santos, e irrepreensíveis, e inculpáveis...”  (Colos.1:22)

“Pois Cristo não entrou em santuário feito por mãos , figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, 
para comparecer, agora, “por nós”, perante a face de Deus...  (Heb.9:24)

Não  precisamos (na Nova Aliança) de que um homem nos “apresente” diante de Deus ! 
Aliás, “ninguém” tem como “te apresentar” a Deus, pois para isso você, nós, temos “um Intercessor” 
e “um Mediador” entre Deus e nós...e ele é Jesus ! AMÉM !

As “igrejas da apostasia” ensinam o povo de Deus :

“Venham aqui na frente “do altar” que “eu” vou te apresentar a Deus !”  (?!?)

“Nós vamos “subir  no monte Sinai” para vos apresentar diante de Deus !”  (?!?)

“Estaremos em jejum para que Deus te abençõe !”     (?!?)

“Leve para casa esse “óleo santo de Israel” , pois está “consagrado” a Deus...”  (?!?)

“Tome desta “água” , pois é “água ungida” , nós “oramos” sobre ela...”

 

OBS :    Quem não tem entendimento e nem revelação da palavra de Deus usa “objetos” para “manipular” a fé (inocente) do povo de Deus... Quando na verdade o Senhor diz :

“O meu justo viverá por fé...”  (Heb. 10:38)  E o que é a fé ? ? ?

“Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a convicção das coisas que não se vêem ...” 
(Heb. 11:1)

Por falta de entendimento, fazem o contrário à palavra de Deus. É preciso ensinar a crer mesmo sem ver ! (conforme Heb.11:1 , certo ?) Eles ensinam o povo a crer “quando vêem...” - usando “rosas, fitinhas no braço, copos com águas, espadas de papelão e etc...

Ora, se “um homem” (ainda que seja pastor...) hoje te “leva” a Deus , então do que valeu o sacrifício de Cristo na cruz por nós ?

Se o jejum (que é um sacrifício) de “alguém” nos apresenta diante de Deus ou faz Deus nos “abençoar” então que proveito houve na morte (no único e perfeito sacrifício) e ressurreição (para a nossa justificação) do Senhor Jesus  por nós ? ? ? 

Cremos na perfeita e plena provisão de Deus por nós (os eleitos e predestinados) em Cristo , de modo que “nenhum dom nos falta” (I Cor.1:7) , pois “com uma só oferta nos aperfeiçoou para sempre” (Heb.10:14), pois  alcançamos “superior aliança que está firmada em melhores promessas...” 
(Heb. 8:6) 

Nenhum homem pode nos levar ou nos apresentar, ou ainda, nos representar diante de Deus, porque na Nova Aliança “temos um Sumo Sacerdote tal , que se assentou à destra do trono da Majestade nos céus, como ministro do santuário e do verdadeiro tabernáculo, que  o  Senhor  fundou, e  não  o homem...”   (Heb. 8:1,2)

 

“Porque  há  um  só  Deus, e  um  só  Mediador  entre  Deus  e  os  homens, 
Cristo  Jesus,  homem...”   ( I Timó.2:5 )

 Está bem claro que “ninguém” pode responder por nós perante Deus ? ? ?

Ou “alguém” ainda vai continuar a “anular a graça de Deus” ? ? ?

 “Não anulo a graça de Deus (o sacrifício de Cristo por mim), pois se a justiça provém da lei 
(só na lei “o homem” representava um povo diante de Deus), 
segue - se que Cristo morreu em vão...”    (Gál. 2:21)

 NUNCA SE ESQUEÇA DISSO :

  * O apóstolo é aquele que traz “a interpretação” (da palavra de Deus)

 * O profeta  é o que traz “a revelação” (da palavra de Deus)

 * O evangelista é o que “prega” (a palavra de Deus)

 * O pastor é o que “apascenta (acampa) as ovelhas” (com a palavra de Deus)

 * O mestre é o que “ensina” (a palavra de Deus)

 

OBS :  Perceba que “o homem de Deus” (independente do ministério que ocupa) tem como “ferramenta de trabalho” a palavra de Deus. Em todos esses cinco ofícios a palavra de Deus é usada para a edificação do reino de Deus...

Isso, porque Ele mesmo “deu” uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, 
e outros para pastores e doutores (mestres)...”  (Efés.4:11)

É preciso que você saiba com certeza que “só o apostolado em graça” traz a perfeita direção de Deus para a sua vida. O apóstolo tem a interpretação da palavra de Deus para a sua vida. O apóstolo não tem “a graça” (pois a graça é de Deus) para te dar, mas tem “a interpretação da graça” para te dar...você recebe esse entendimento ? GLÓRIA À DEUS PELA SUA VIDA ! ! !

Em Atos 1 Jesus foi para o céu deixando assim os discípulos na terra. Quando estava com eles (nos dias da sua carne) ele “os apostolava” (interpretava a palavra de Deus para eles...mas não com a plena revelação - LEIA Jo. 16:12 !), mas ao subir aos céus passou “essa unção apostólica” para Paulo, quando este foi arrebatado até o terceiro céu e recebeu a revelação da Nova Aliança, a graça de Deus...

 

Quando Jesus subiu as céus ficou “uma frase”  no ar :

“Precisamos de um apóstolo !” (precisamos que “alguém” nos interprete a palavra de Deus para nós)

Hoje entendemos isso. Precisávamos de um apóstolo. E hoje temos ! ! !

Precisávamos que “alguém” interpretasse a palavra de Deus para nós, e esse alguém foi (principalmente) Paulo, em suas catorze  cartas, escritas às igrejas, que estão em Cristo, 
no qual somos nós...

 

REVELAÇÃO :   Toda  “igreja” precisa de um apóstolo ! Toda  “igreja” precisa estar debaixo de um apostolado, em graça !

A graça vem de Deus, mas o apostolado vem da “unção ministerial” que Deus dá ao homem de Deus, ao pastor, que já é profeta, evangelista e mestre. Esse “homem de Deus” é o apóstolo !

As igrejas (as pessoas que já estão em Cristo) que não estão debaixo de um apostolado estão “subindo em montes”, “buscando a Deus”, fazendo “campanhas de jejuns”, estão “pagando o preço” (?!?) e outras coisas mais...que, para quem já está em Cristo numa Nova Aliança não tem mais valor algum...

Por não estarem debaixo de um apostolado não sabem disso...

Disse o Senhor :  “...o meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento...”   (Osé. 4:6)

OBS:   (Quando “falta o conhecimento” o “povo de Deus” começa a ser destruído...)

Num certo sentido, não adianta muita coisa “estar em Cristo” (ser salvo) se não tem o devido conhecimento, quer dizer, “salvo no espírito mas perdido na alma...” (sem entendimento...)  
O povo de Deus não sofre porque “não tem a Jesus” !

Eles não sofrem porque “não são salvos” ! Eles não sofrem por “não terem” o Espírito Santo ! NÃO ! ! ! SOFREM  POR   NÃO  TEREM  CONHECIMENTO...

Muitos pensam assim : “Ah, se eu “orar mais” vou “sofrer menos...”   (?!?) ou então : “Vou pedir “uma oração” para “parar de sofrer...”  (?!?)

Você não vai parar de sofrer através “de uma ou muitas orações”.  NÃO ! ! !

Você  para  de  sofrer  quando  “adquire  conhecimento”  de  Deus !
 

“Pois Eu quero misericórdia, e não sacrifícios, e o “conhecimento de Deus”, 
mais do que holocaustos...”    ( Osé.6: 6 )

Não é através de “seus sacrifícios” que você terá uma vida melhor, mas “tendo o conhecimento” do “sacrifício que já foi feito” por você ! É o conhecimento que nos liberta !  

“...e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará !”   (Jo. 8:32)

Perceba que “é o conhecimento” que traz a libertação !

Quem não “conhece” a verdade continua escravo ! Escravo do sistema, da religião, das tradições dos homens e etc... Quem “conhece” a verdade deixa de ser escravo “para reinar”  em vida !  AMÉM !

A falta de conhecimento tem destruído o povo de Deus. 
As igrejas estão lotadas, estão cheias...de pessoas vazias... (!?!)

 “AS  IGREJAS  ESTÃO  CHEIAS... DE  PESSOAS  VAZIAS...”  (!?!)

 Pessoas que “tem Jesus no coração”, mas não tem conhecimento.

Fazem parte de “igrejas marmorizadas”, cantam no coral, tem “carteirinha de membro”, fazem parte do reino de Deus, e mesmo assim, continuam orando :   “...venha a nós o teu reino...”   (?!?)

Pessoas que “tem uma eterna salvação” (Heb.5:9) e que “são um com o Senhor” (I Cor. 6:l7), 
pessoas “seladas com o Espírito Santo para o dia da redenção” (Efés.4:30); e que ao “mesmo tempo” dizem :

 “Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo... Ó Senhor...” 
( Salmos 51:11 -  !?! )

* Como Deus irá “te lançar fora” da Sua presença se você e Ele são um ? ? ?

* Como Deus irá fazer isso se Ele mesmo habita em você ? ? ?

 * Você não precisa dizer para o Senhor “não retirar” de ti o Espírito Santo, pois essa “oração” foi feita numa Antiga Aliança, hoje alcançamos “superior aliança que está  firmada em melhores promessas...”  Heb. 8:6  /  E uma das “melhores promessas” é que nós fomos “selados” com o Espírito Santo para o dia da redenção... quem recebe ?

Paulo (um dia) estava falando com pessoas que “já eram salvas em Cristo”, tinham a vida eterna, 
já estavam debaixo de uma Nova Aliança e etc... mas que não tinham conhecimento...e por isso estavam sendo destruídos (pela sua ignorância - que é a “falta de conhecimento...”)  Disse para aquelas pessoas :

 “Não sabeis vós que sois santuário de Deus, e que o Espírito Santo habita em vós ?”  
(I Cor. 3:16)

“Ou não sabeis que o nosso corpo é santuário do Espírito Santo , 
que habita em vós,  proveniente de Deus ?”   
(II Cor.6:19)

Esse conhecimento lhe traz paz e descanso no Senhor.

Rejeite “o medo” agora mesmo ! O medo de perder a salvação, medo do diabo , medo de demônios, medo da “volta de Jesus”, medo de “não subir” com o Senhor, medo de o Espírito Santo “sair” de você...etc...

O apostolado traz para você “a perfeita direção de Deus para a sua vida !”

Rejeite o medo agora mesmo ! E comece a reinar em vida sobre essas “fortalezas...”

Não precisa ter medo de nada ! O medo não provém de Deus ! 

“Deus não nos deu espírito de medo...”  (II Timó. 1:7)

 O apóstolo tem a interpretação da palavra de Deus, na qual tirará de você todo e qualquer tipo de medo. Não precisa ter medo de “perder a salvação”, pois “a salvação é eterna”,  e se é eterna não se perde ! ( CONFIRA ! Heb.5:9 - Heb.9:12 - Jo.6:47 - I Jo.5:13 )

Não tenha medo do diabo, pois ele “foi aniquilado !” (destruído) - Heb.2:14

Não tenha medo de demônios, pois eles foram “despojados publicamente e colocados ao desprezo em cadeias eternas na escuridão... (Colos.2:15 - Judas 6 - II Pe.2:)

Não tenha medo da volta de Jesus, pois “nenhuma condenação há em nós, que estamos em Cristo Jesus” (Rom.8:1), porque nós que estivermos vivos seremos arrebatados para o encontro do Senhor nos ares, e assim estaremos para sempre com o Senhor...  ( Tes.4:17)

Não tenha medo de que o Espírito Santo saia de ti, pois isso nunca acontecerá ! ! ! 

É impossível o Espírito Santo sair de um filho da salvação !

O Espírito Santo é o próprio Deus ! (porque Deus é Espírito ! - Jo.4:24)

Deus é Pai dos espíritos  ! (Heb.12:9) Deus está em nós ! Ele é Pai da eternidade ! (Isa.9:6)

E somos seus filhos “desde” a eternidade ! Se Ele é Pai da eternidade somos filhos eternamente ! ! !

“Uma vez filho, filho para sempre ! Pois se o Pai é eterno, os filhos também são !”

Você não tem como deixar de ser filho de Deus !  (Quem recebe esse entendimento ?)

Nenhuma “obra ou atitude da carne” anula o que Deus fez por nós em nosso espírito !

Mas...vamos ler Romanos 6:1

Ainda que você seja um “filho pródigo”, rebelde, mal educado, mesmo assim “você sempre será filho...” Para “um filho” rebelde, e desobediente, o Pai o açoitará e o castigará (Leia Heb.12:6,7).
Mas um açoite ou uma correção não anula a paternidade do Pai, e muito menos o filho deixará de ser filho por isso.

OBS:  ( Você já tomou uma surra  de seu pai quando criança ? E aí, por causa daquela surra você deixou de ser filho dele ? Ou ele deixou de ser seu pai ? Assim é também no reino de Deus...   Quem recebe essa revelação ? - AMÉM ! )

Creia nisso: O apóstolo traz a interpretação da palavra de Deus para você ! Por isso, é de suma importância (para sua vida cristã) você estar debaixo de um apostolado !  
(Quem está entendendo ? Diga amém !)

Isso aconteceu comigo ! Percebi o quanto cresci e venho crescendo, após me “submeter” a um apostolado em graça.

As igrejas que não estão debaixo de um apostolado estão vivendo de “rudimentos e obras mortas, firmados no judaísmo”, vivem de sombras e simbologias , pois não tem um apóstolo que lhes ensinem a “viver por fé” (Heb.10:38), não há quem diga:

“É pela graça, por meio da fé...não por obras...” 
(Efés.2:8)

“Se é pela graça, já não é pelas obras...”   
(Rom.11:6)

As “igrejas evangélicas” não sabem o que são obras da lei. E por conseqüência não sabem o que é a fé.

PALAVRA APOSTÓLICA :  “Obras” são todas e quaisquer atitude que leva a pessoa “a merecer” algo de Deus, ou que lhe dá o “entendimento” de que porque ele fez “isso” então Deus tem que fazer “aquilo...”    (!?!)

E “a fé” é a certeza das coisas que se esperam, é a convicção de fatos que não se vêem. 
(Heb.11:1)

As “igrejas da lei” dizem que também vivem por fé. Ungindo as pessoas com “óleo” para que elas creiam que foram ungidas com o Espírito Santo.   (!?!)

Levando “rosas” para suas casas, para que possam crer que “Jesus é a Rosa de Sarom”.

Colocam “sal grosso” atrás das portas, e nos cantos das paredes (dizendo que é “sal” ungido) para espantar “mal olhados” (Ora, isso é feitiçaria ! Isso é obra da carne !) 

Colocam num saquinho um pouco de “tinta vermelha” e dizem para o povo de Deus que é o “sangue do cordeiro”, e que isso lhe ajudará a vencer na vida...   (?!?)

Que fé é essa ? Uma fé que tem “que ver para crer” ? Uma fé que tem que “tocar no manto de Jesus” para crer  que recebeu um “milagre”? Fé em objetos não é fé ! É apostasia  !?!

Fé em objetos ? “Pontos de contatos” ? ISSO É PURO MISTICISMO !

Essa é uma falsa fé ! Uma fé fingida ! Um falso evangelho ! Esse não é o evangelho da graça de Deus ! Pois na graça não tem mais obras ! (Rom. 10:4 - Rom. 11:6 - Gál.3:11)

Dizem que são “obras da fé” (!?!), mas nós sabemos que são “obras da lei”.

Intitulam - se “Igrejas da Graça” mas nós sabemos que são “Igrejas da Lei”.

Dizem que “também estão na graça” mas pregam, ensinam e vivem de obras mortas e rudimentos. Dizem que estão em Cristo mas vivem como se não estivessem.

Dizem que vivem pela fé, mas vivem das obras, e obras da lei , levando o povo a ficar debaixo da maldição... ( LEIA AGORA !  Gál. 3:10 )

OBS:  (Obras da lei são todas e quaisquer atitudes que levam a pessoa a crer que “merece” algo em troca, por “aquilo que fez”. Por exemplo: fazer um jejum para ser abençoado por Deus (quando na verdade ele nos abençoou em Cristo - Efés.1:3),  fazer “um sacrifício” para que Deus lhe dê algo (quando a Bíblia diz que Ele já nos deu tudo o que diz respeito à vida e a piedade - II Pe.1:3) etc...

 A fé verídica e genuína diz assim :  “SE ESTIVER ESCRITO, EU CREIO !”

Não diz :  “Se eu ver, eu creio ! Se eu tocar, eu creio !”  
“Se eu beber o suco de uva, eu creio !   “Se eu comer do pão, eu creio !”

A Fé é a certeza das coisas que não se vêem !  (Heb.11:1)

A verdadeira fé diz:   “Se estiver escrito, eu creio !” 

Fé em objetos como um meio de  “ponto de contato” (para que possa crer !?!), não é fé, é apostasia !

Dizem que vivem pela fé, mas fazem jejuns para se “santificar...”  !?! ( LEIA Heb.10:10 )

Ora, quem vive pela fé “não faz um jejum para se santificar” pois : 

 “A palavra está junto de ti; na tua boca e no teu coração, isto é, a “palavra da fé” que pregamos !   (Rom. 10:8)

 

Na graça (na Nova Aliança) não é mais por “obras da lei” (jejum) , mas “por fé”, isto é, 
através da confissão da sua boca ! 

 “Guardemos firme a confissão” da nossa esperança, 
pois fiel é aquele que fez a promessa...”  (Heb.10:23)

“Visto que temos um grande Sumo Sacerdote, Jesus, o Filho de Deus, que penetrou nos céus, “retenhamos firmemente a nossa confissão...”    (Heb. 4:14) 

Fé não é fazer ! Fé é confessar o que crê ! ! !

“De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus...”   
(Rom.1:17)

Ao “ouvir” (a palavra de Deus) confesse a sua fé ! Isto é, aquilo que você crê !

Em graça “não se faz jejum para se santificar”. Em graça confessamos o que Cristo fez por nós, 
para nos santificar, pois a “palavra da fé” está em nossa boca (para confessar) e no nosso coração (para crer...).

Perceba que não é mais “obra da lei” , e sim “a palavra da fé !”.
Em graça simplesmente você diz :

 “...fui santificado em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus !” (I Cor.6:11)

“...fui santificado pela oferta do corpo de Jesus Cristo, feita uma vez por todas...” (Heb.10:10)

 Em graça você não faz, você confessa o que Cristo fez por você ! ! “...se é pela graça, já não é pelas obras...”     (Rom.11:6)

Na lei o homem “fazia um jejum” (um sacrifício) para se santificar perante Deus.
Mas na graça Jesus “fez o sacrifício” e nos santificou diante de Deus, isto é, graça !

 "Mas este (Jesus), havendo “oferecido para sempre”, um “único sacrifício” pelos pecados, assentou - se à destra de Deus...Ora, onde há remissão destes,  não há mais oferta (sacrifício) pelo pecado...”     (Heb.10:12,18)

 Se você não confessa o que Cristo já fez por você, e torna a fazer “de novo” os sacrifícios que eram feitos na lei (na Antiga Aliança), você estará anulando o que Jesus fez por você na cruz :

O apostolado diz:    “Não anulo a graça de Deus (o sacrifício de Jesus por mim), pois se a justiça provem “da lei” (se a santificação provém de um jejum...), segue - se que Cristo morreu em vão.”  (Gál.2: 21)

Em graça você não faz ! Você confessa o que Jesus fez por você !

 “...porque com uma só oferta nos aperfeiçoou para sempre...”   
(Heb.10: 14) 

 Se “fomos aperfeiçoados para sempre”, não precisamos “oferecer um sacrifício a Deus” para que Ele nos “aperfeiçoe” !  - Porque  Deus não quer sacrifícios ! (Heb.10: 8)

 Assim diz o Senhor :   “Pois eu quero misericórdia, e não sacrifício, e o conhecimento de Deus, 
mais do que holocaustos...”    (Osé.6: 6)

* Neste ministério (que é profético e apostólico) não vivemos de “jejuns e sacrifícios”. Por que ? Porque nós os que temos crido entramos no descanso se Deus...    (Heb.4: 3)

Porque “já entendemos” que “fomos aperfeiçoados para sempre...” (Heb.10:14)

Se fomos aperfeiçoados “para sempre” pra que fazer um jejum ? (um sacrifício ?)

Quem vive “de obras da lei” está  anulando a graça de Deus, e isso é apostasia !

Quem vive “de obras da lei” está debaixo da maldição da lei !  (LEIA  Gál. 3:10)  

Por que ? ( LEIA AGORA ! Tia. 2:10  -  Deut. 28:15 a 68 )

REVELAÇÃO :  Só o apostolado firmado na sã doutrina nos dá a direção de Deus para as nossas vidas...

“A uns pôs Deus na Igreja, primeiramente apóstolos...”    (I Cor. 12:28)

Uma igreja para que esteja sob a “plena direção de Deus” precisa estar debaixo de um apostolado em graça. Os “fariseus e escribas” (do nosso tempo) dizem que não existem mais apóstolos  (?!?)

OBS:  ( O sistema teológico tradicional não crêem em toda a palavra de Deus, isolam “partes” de alguns versículos para o seu próprio benefício... )

PERCEBA :   “E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores... tendo em vista o aperfeiçoamento dos santos, para o desempenho   do ministério, para a edificação do corpo de Cristo...”  (Efés.4:11,12)

A Bíblia diz que “Ele mesmo deu” uns para apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. 
E a pergunta é essa : “Até quando durará esses cinco ofícios ministeriais ?”  

OBS:  ( A resposta  é “extremamente” bíblica )

 “...até que todos cheguemos á unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, 
á perfeita varonilidade, á medida da estatura da plenitude de Cristo...” 
(Efés.4:13)

 Aí está a “resposta de Deus” aos “escribas e fariseus” (dos dias de hoje) que distorcem as Escrituras para a sua própria perdição...   (II Pe.3:16)

 Alguém diria : 

“Mas por que Deus “deu” uns para apóstolos e outros para profetas, e outros para...”

Mais uma vez, outra resposta bíblica: “...para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados ao redor por todo vento de doutrina, “pelo engano dos homens que com astúcia induzem ao erro...”   (Efés.4:14)

 MORAL DA HISTÓRIA :  (Antes da Nova Aliança, na lei, já existia os outros “quatro ministérios”, que é o do profeta, do evangelista, do pastor, e do mestre...)

Na Velha Aliança “já havia” profetas  ! Já havia “pregadores” ! Já havia pastores !

Já havia  mestres ! “Só não havia apóstolos !”

O apóstolo é o profeta, é o evangelista, é o pastor, é o mestre “da Nova Aliança”.

REVELAÇÃO :   (É impossível alguém se tornar um apóstolo sem “antes” ser um mestre na palavra, um evangelista (um pregador), um pastor (que cuida e apascenta o rebanho de Deus), um profeta (que traz a revelação). Se alguém hoje é “apóstolo”, é porque já tinha as demais (as outras quatro) unções de Deus em sua vida.)

VEJA :  

Paulo era um mestre !  (I Timó.2:7  -  “...mestre dos gentios...”)

Paulo era um pregador ! (evangelista)  -  “fui designado pregador...”  (I Timó.2:7)

Paulo era um pastor !  (II Cor.11:2  - Tenho-vos preparado para vos apresentar como uma virgem pura a um marido, a saber, a Cristo.)

Paulo era um profeta !  -  (Atos 13:1   -    “...havia alguns profetas...Barnabé...Saulo...”)

Paulo era um apóstolo !  (I Timó.2:7  -  “...fui designado apóstolo...”)   

Ninguém será “um apóstolo” se nunca foi um mestre, ou um profeta, ou um pastor, e evangelista. 
E não basta “ter” um desses dons ministeriais, é preciso que tenham todos. 
Bom, do jeito que eu nunca te perguntei se você “está respirando”o ar  ou não, assim também é na dimensão espiritual. Quem é sabe que é ! Quem não é sabe que não é  !

Quem tem sabe que tem, e quem não tem sabe que não tem !

       “Pois os dons e a vocação são irrevogáveis...”   
(Rom.11:29)

 Se Deus lhe deu algo, você saberá ! Se Deus não lhe deu, você também saberá !
Nisto não há nenhum mistério. Da forma que você sabe se tem “orelhas” ou não, assim também é nas coisas espirituais...    (você recebe esse entendimento ?)

Quando você “ouve algum som” isso é um “sinal” de que você tem orelhas.
Quando você “sente o cheiro” de alguma coisa, isso “ é um sinal ” de que você tem nariz, não precisa parar de fazer o que está fazendo e colocar “a mão” para verificar se tem nariz ou não...  (você sabe se tem ou não ! você sabe se é ou não...)

Assim também é nas coisas espirituais, você sabe se tem ou não ! ! !

O duro é quando “alguém” anda dizendo por aí que você não tem “nariz”, quando na verdade você o tem, sente cheiro das coisas, e tem “o sinal” de que é verdade...

Posso te falar uma coisa ?  “Não estou preocupado com o que dizem por aí...” 

Eu sei “se tenho nariz ou não” !  Eu sei se sou ou não ! E você também...

Aprenda isso :    Na lei, o ministério de “mais destaque” era o do profeta, pois Deus lhe falava e ele dava a revelação ao povo...

Na graça, o ministério de “mais destaque” é o do apóstolo, pois Deus lhe fala, e ele interpreta e passa para a  igreja...

OBS: (Não que os “demais ministérios” não são importantes, pois um não existe sem o outro, eu só disse o que mais “se destaca...”)

É preciso você entender isso ! Do jeito que “na lei” Deus usava o profeta para falar com o seu povo, hoje “na graça” ele usa o apóstolo para falar com a sua Igreja, em Cristo Jesus...

Mas quem é o apóstolo ? ? ?     É  aquele que  já  era profeta, evangelista, pastor, e mestre. 
E que agora tem “uma unção” específica  sobre a sua vida, e essa unção lhe capacita a “interpretar” a palavra de Deus, e ao passar os seus ensinos (apostólicos) a Igreja é edificada em Cristo...

Toda pregação e todo ensino de “um apóstolo” (naturalmente) estará em linha com o “Novo Pacto”, 
a graça de Deus. Ele pode começar falando de “dízimos” (por exemplo), e depois falar de “casamento”  ou ainda sobre a “inflação do País”, mas  terminará em Cristo, na graça...

O apóstolo é aquele  que ensina e discerne entre o “Cristo segundo a carne” e o “Cristo ressuscitado”.  ( LEIA II Cor.5:16 )

Um apóstolo (verdadeiro) não ensina “a igreja de Cristo”  a seguir o Cristo segundo a carne, 
pois estaria voltando aos rudimentos e obras mortas, e por conseqüência disso, não levaria “a igreja” a prosseguir para a perfeição...

Há alguns que  dizem ser apóstolos. Mas é fácil saber se é de fato de verdade, ou não. Basta olhar sobre qual “fundamento” está sendo edificada a igreja que ele pastoreia. Basta olhar para sua mensagem (suas pregações e ensinos), e saberá se é um “João” (que prega que somos novas criaturas (II Cor.5:17) mas também diz que somos pecadores, e que ainda seremos purificados, 
“se” confessarmos os nossos...    (I Jo. 1: 7,8,9) ? ! ? ! ?

Ou então se é um “Tiago”, que prega que fomos curados pelas Suas feridas (I Pe. 2:24 - Isa. 53:5) e depois no final do “culto” chama as pessoas à frente para receberem a unção com óleo em nome do Senhor, dizendo :   “...o Senhor o levantará...”   (Tia. 5:15,16) ?!?

Se for “um apóstolo da graça”, estará pregando e ensinando  para o espírito !

E não para a carne. Qualquer “pregador” que prega para a carne “é um falso apóstolo” !

   “Ninguém  pode por “outro fundamento”, além do que já está posto...”  (I Cor.3:11)

O fundamento é Jesus Cristo, e não Jesus de Nazaré Jesus Cristo, aquele que ressuscitou dentre os mortos, e com “a sua oferta nos aperfeiçoou para sempre, nos santificou, nos consagrou, 
nos abençoou, e etc...”

Jesus de Nazaré, filho de José e Maria, viveu na  Antiga Aliança, veio somente para os judeus, viveu e cumpriu a lei, cumpria os ritos judaicos e costumes da lei de Moisés...

 Paulo disse :     “Ainda que tenhamos conhecido a Cristo segundo a carne (o Jesus de Nazaré), contudo “agora” (nesta Nova Aliança) já não o conhecemos deste modo...”  (II Cor.5:16)

Se alguém prega o Jesus de Nazaré, se alguém “ainda” ensina “a Igreja” a viver como o Jesus judeu, se alguém ensina rudimentos e obras da lei, esse “alguém” é um “falso apóstolo”, ainda que tenha o título de apóstolo, na verdade não o é !  É um apóstolo fraudulento !

O verdadeiro apóstolo não prega e nem ensina “obras da lei”,  pois o fim da lei é Cristo !  (Rom. 10:4)

O verdadeiro apóstolo não prega “arrependimento de obras mortas”, ensino sobre batismos, e etc...

REVELAÇÃO :   João e Tiago não se “intitularam” apóstolos, pois não pregavam “a graça de Deus...”  -  Você não vai encontrar nenhuma vez na Bíblia (em I, II, e III), João dizendo que ele era “um apóstolo”.  Muito menos nos “cinco capítulos” que Tiago escreveu. Nenhuma vez ele disse que era “um apóstolo”.  Pois não pregava “a graça de Deus”, não lhe foi revelada...

Já Pedro, tinha recebido a revelação da graça de Deus através do apostolado de Paulo.

E por pregar e ensinar a graça de Deus recebeu o entendimento de que era um “apóstolo”.  
(LEIA  I Pe.1:1 -  II Pe. 2:1)

No caso de Paulo (a quem foi revelada primeiramente), por ter sido arrebatado e recebido o evangelho (da graça) por revelação, entendeu convictamente o seu chamado apostólico:  ( LEIA  Rom.1:1 - I Cor.1:1 - II Cor.1:1 - Gál.1:1 - Efés.1:1 - Colos.1:1 - I Timó. 1:1 -  II Timó. 1:1 - Tito 1:1 )

 * “Os sinais” do meu apostolado foram manifestados entre vós com toda a paciência, 
por sinais, prodígios e milagres...”  (II Cor. 12:12)

*   “Pois vós sois o selo do meu apostolado no Senhor...”  (I Cor. 9:2b)

Um apóstolo verdadeiro não prega para a carne, mas para o espírito ! ! !

(QUE ISSO FIQUE PATENTE EM SEU CORAÇÃO !)

Tudo o que é para a carne, para a satisfação da carne, não provém de um apóstolo de Cristo, 
mas dos “discípulos de Jesus...” (segundo a carne)

Eis aí o motivo porque Deus não revelou a graça (de primeira mão) aos seus discípulos, pois eles o conheciam “segundo a carne” (o filho de Maria, e José o carpinteiro).

Você vê João, andava tanto com o Jesus-judeu que mesmo escrevendo para a Igreja (judaica) “insistiu” (por falta de revelação) em crer que ainda seríamos purificados dos pecados...  (I Jo. 1:9)

João pregava “arrependimento de obras mortas...”, porque O conhecia segundo a carne.

Tiago, mesmo depois da ressurreição de Jesus continuou ungindo os enfermos com óleo (Tia. 5:14) como fazia com Jesus nos dias da sua carne (Marc. 6:13)

A respeito do “pecado” que João insistia em crer  (I Jo.1:8 a 10 - firmado na lei / em I Reis 8:46 e II Crôn. 6:36), Paulo disse que :

    “...mas agora na consumação dos séculos, uma vez por todas se manifestou ,
para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo...” (Heb. 9:26b)

 “Ele foi entregue por nossos pecados...”   (Rom.4:25)

 “E jamais me lembrarei dos seus pecados e das suas iniqüidades...ora, onde há remissão destes 
(dos pecados e das iniqüidades), não há mais oferta pelo pecado.” (Heb.10:17,18)

 ATÉ  PEDRO  ENTENDEU  O ASSUNTO  PECADO :

  “Pois Cristo [ perceba que Pedro não falava mais “Jesus” (o de Nazaré) ] padeceu “uma única vez pelos pecados” o justo pelo injustos, para levar - nos a Deus...”  (I Pe. 3:18)

 *** O “mistério” dessa linguagem sã e perfeita, é que Paulo e Pedro tinham se “desligado” do judaísmo. Que não foi o caso de João e Tiago ( agora você sabe porque João ainda cria que o homem tinha pecados, e porque Tiago ensinava a ungir com óleo para cura e “perdão” dos pecados... !?! ).

A respeito da “unção com óleo” que Tiago fazia e ensinava a fazer, Paulo disse :

    “Mas aquele que nos confirma convosco “em Cristo” , e nos ungiu, é Deus.” (II Cor. 1:21)

Em graça não precisamos “de óleo” , fomos “ungidos” com o Espírito Santo !

Em graça já fomos “ungidos” por Deus ! QUEM RECEBE ?

E a respeito “da cura” para o nosso corpo, além de Isaías ter profetizado ao nosso respeito (Isa. 53:5) , Paulo também ensinou :

“Se o Espírito daquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dentre os mortos ressuscitou a Cristo Jesus vivificará (dará vida) também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita.”   (Rom.8:11)

Isso porque “nós pregamos a Cristo crucificado...”   (I Cor.1:23) 

Quer dizer, Cristo depois dos dias da sua carne. A diferença está  em que, João, Pedro e Tiago andaram com o Jesus da carne. E Paulo com o Cristo ressuscitado.

Precisávamos de  “alguém” que interpretasse a palavra de Deus para nós, os gentios.
E esse alguém foi Paulo, pregador, apóstolo e mestre dos gentios...   (I Timó.2:7)
O apóstolo sabe qual é a palavra de Deus para nós, os gentios. E essa palavra é a sã doutrina.

Apostolado é receber os ensinos de uma Nova Aliança, cuja mesma não começou em Mateus ( como diz a tradição), e Nova Aliança é sã doutrina, isto é , os fundamentos de uma vida em Cristo.